Copa estimula o turismo interno, revela pesquisa

Aumento da preferência dos brasileiros por viagens internas é destaque em estudo do Ministério do Turismo, que revela, ainda, vocações regionais: Brasília é líder entre sete cidades quando o assunto é viagem de avião. Já os cariocas aparecem na primeira posição entre os turistas acompanhados

A Copa do Mundo colocou o Brasil em evidência, inclusive entre os brasileiros. De acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, entre os turistas que manifestaram intenção de viajar pelos próximos seis meses, a maioria (72,4%) escolheu um destino interno. Em maio do ano passado, 69,6% manifestaram intenção de viajar pelo país. A pesquisa foi feita com duas mil pessoas em sete capitais do país, todas sedes do Mundial. As capitais representam 70% do fluxo de turistas do país.

Os moradores de Recife lideram o ranking dos que escolheram destinos nacionais, pelos próximos seis meses. A maior parte (77,7%) dos que disseram que pretendem viajar, optou por roteiros nacionais. Na sequência estão as capitais: Brasília (74,5%), Belo Horizonte (73,9%), Rio de Janeiro (72,6%), São Paulo (71,8%), Salvador (67,1%) e Porto Alegre (55,3%). A média geral de intenção de viagens pelo Brasil foi de 72,4%.

A cidade de Brasília se destaca quando o assunto é o uso do avião como meio de transporte turístico. De acordo com a Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, 78,8% dos moradores da capital federal que manifestaram intenção de viajar nos próximos seis meses o farão de avião. A média de uso do transporte aéreo entre os viajantes brasileiros é de 60,2%. Na sequência estão as cidades de Belo Horizonte (72,3%), Recife (65,7%) Salvador (62,5%, Porto Alegre (60,2%), Rio de Janeiro (28,3%) e São Paulo (57,3%).

Quando o assunto é viajar acompanhado, os cariocas se sobressaem. Quase a totalidade dos entrevistados (95,9%), todos moradores da cidade do Rio de Janeiro, afirmou que pretende viajar acompanhado pelos próximos seis meses. É o maior índice entre as sete capitais monitoradas, de acordo com pesquisa do Ministério do Turismo. Atrás do Rio estão Salvador (90,9%), São Paulo (86,8), Brasília (85,3%), Porto Alegre (84,8), Recife (80,5) e Belo Horizonte (67,6). A pesquisa ainda aponta que 53,9% do total viajam acompanhados de seus cônjuges.

Hotéis e pousadas também estão na preferência dos brasileiros. A maior parte dos viajantes (53,2%) escolhe este meio de hospedagem em suas viagens pelo país. Entre as sete capitais monitoradas, os moradores de Belo Horizonte são os maiores adeptos deste tipo de hospedagem. Estima-se que 64,8% dos mineiros da capital fizeram a opção por esse meio. No ano passado, a capital mineira havia registrado o índice de 50,8%.

O uso do automóvel como meio de transporte turístico cresceu sete pontos percentuais, de acordo com pesquisa do Ministério do Turismo, atingindo 27,8% do total de turistas que manifestaram intenção de viajar pelos próximos seis meses. Em maio do ano passado, 20,8% dos turistas usaram automóvel para viajar.

*Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20140611_2.html

Brasil comemora Dia do Turista com 3,7 milhões de viajantes

Brasileiros e estrangeiros celebram a experiência de viajar pelo país com apoio de órgãos de consumo, ganhos de infraestrutura e boa recepção

Os turistas têm do que se orgulhar neste 13 de junho, data em que se comemora o Dia Nacional do Turista. Algumas conquistas recentes devem se perpetuar para além da Copa do Mundo. Uma delas é o Guia do Consumidor Turista, lançado em maio, que indica como agir em situações de conflitos de consumo. Há ainda investimentos do MTur de R$ 160 milhões em obras de acessibilidade, Centros de Atendimento ao Turista e sinalização nas cidades-sede do torneio. São obras que ficam para a população – e serão aproveitadas por brasileiros e estrangeiros que visitarem o país durante e após a Copa do Mundo. 

Afinal, estrangeiros e brasileiros desejam mais do que assistir os jogos do Mundial. Os visitantes de fora, especialmente, devem visitar, no mínimo, mais três municípios, permanecer pouco mais de duas semanas no país e sair à procura do que o turismo brasileiro oferece de melhor. Afinal, é provável que mais de 80% deles ainda não conheça o país.

Os dados se baseiam em uma pesquisa do Ministério do Turismo feito na última Copa do Mundo, realizada na África do Sul, em 2010. De acordo com ela, a permanência média dos estrangeiros foi de 17 dias e 83% deles aproveitaram a estadia para conhecer o patrimônio cultural e as belezas naturais do país.

Mais uma boa notícia: o país fideliza os turistas que o visitam. É o que mostra um segundo estudo, feito pelo Ministério do Turismo durante a Copa das Confederações, em junho do ano passado. A maior parte dos estrangeiros (75,8%) afirmou que voltaria para a Copa do Mundo.  Ainda de acordo com estudo, a gastronomia e os atrativos turísticos têm entre 90% a 95% avaliações positiva por parte dos visitantes, quando o assunto é a hospitalidade dos brasileiros, os restaurantes, o entretenimento e a gastronomia.

*Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20140613_2.html

Turismo reúne números da Copa do Mundo

Balanço traz dados sobre quantidade de visitantes, gastos, audiência e movimentação do PIB

Copa em números

Copa: visitantes e gastos

O Ministério do Turismo reuniu as principais projeções que envolvem o setor durante o Mundial. Como mostra o infográfico, cerca de 3,7 milhões de turistas devem movimentar R$ 6,7 bilhões, mobilizando cerca de 200 mil trabalhadores temporários e acrescentando R$ 6,7 bilhões à economia do país. Enquanto o Brasil estiver em campo, 3,6 bilhões de expectadores, quase metade da população da Terra, deve acompanhar pela TV, internet, celular e demais dispositivos eletrônicos o evento esportivo mais popular do planeta.

 

O Turismo divulgou regionalmente a projeção de turistas por cidade-sede e seus gastos no país durante o período da Copa: BrasíliaCuiabáCuritibaFortalezaManausMinas GeraisNatalPorto AlegreSalvadorSão PauloRecife e Rio de Janeiro. Confira a tabela com os dados regionalizados.

Os maiores gastos serão feitos pelos turistas estrangeiros que virão, especificamente, para acompanhar a Copa. Em média, devem assistir quatro jogos e a projeção é que gastem R$ 5.500 durante sua estada no país, já descontadas as despesas com passagens aéreas e valores gastos no país de origem. O número desses visitantes foi calculado com base nas vendas de ingressos até a primeira semana de abril.

“Os turistas que vem para os jogos são visitantes que gastam mais. É um público qualificado e queremos conquistá-los durante esse período da Copa do Mundo”, afirma o ministro Vinicius Lages. Segundo ele, um dos bons resultados pode ser verificado na Copa das Confederações, de 2013, quando mais de 70% dos turistas estrangeiros entrevistados pretendiam voltar ao país neste ano. A chegada de turistas estrangeiros ao Brasil pode aumentar entre 5% e 10% após a Copa do Mundo, segundo o ministro.

A projeção considerou o gasto médio do turista na Copa das Confederações e a proporção de pessoas hospedadas na casa de parentes e amigos durante o evento. A base é a pesquisa feita pelo MTur em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE). Também foram relacionados os gastos médios dos turistas brasileiros considerados pelo estudo de Demanda Turística Nacional e estrangeiros da Demanda Turística Internacional.

AUDIÊNCIA

Metade dos habitantes da Terra vão estar ligados na Copa do Mundo de 2014, seja pela TV, pelo celular ou por outro dispositivo móvel que receba sinais de televisão. Serão mais de 3,6 bilhões de pessoas acompanhando o Mundial, número recorde para o evento esportivo de maior audiência do mundo, de acordo com estimativa do Ministério do Turismo (MTur). O aumento é de 12,5% em relação à última Copa, da África do Sul.
 
A Copa da África do Sul (2010) foi acompanhada por 3,2 bilhões de telespectadores, de acordo com a agência de pesquisa Kantar Sport, que analisa o impacto do esporte no comportamento do consumidor, encomendada pela FIFA. Segundo a agência, cerca de 2,2 bilhões de pessoas assistiram o Mundial por pelo menos 20 minutos consecutivos, superando em 3% a audiência da edição anterior, em 2006, na Alemanha. 
 
A projeção de audiência para a Copa do Mundo no Brasil está baseada no alcance que o país conseguiu com a Copa das Confederações, em 2013. Segundo um estudo do Ministério do Turismo sobre o impacto econômico e social do evento, a audiência média das partidas da Copa das Confederações Fifa Brasil 2013 subiu 50% em relação à última edição da competição, também sediada na África do Sul – e muito disso se deve à capacidade e infraestrutura do Brasil de geração e difusão das imagens. 
 
A audiência das finais de Copa chamam a atenção. Cerca de 715,1 milhões de pessoas assistiram à final da Copa do Mundo da FIFA 2006, entre Itália e França na Alemanha. A final da Copa do Mundo da África do Sul 2010, entre Espanha e Holanda, foi acompanhada por quase 620 milhões de telespectadores. 

A última Copa das Confederações, no Brasil, registrou números expressivos. A partida final entre Brasil e Espanha, na Copa das Confederações, foi assistida por quase 70 milhões de espectadores. O jogo entre Brasil e Uruguai, semifinal do campeonato, foi acompanhado pela televisão por 53,5 milhões de pessoas em nove mercados chaves. A outra semifinal da Copa, entre Espanha e Itália, foi o evento esportivo mais assistido na Itália desde a final do Campeonato Europeu de Futebol em 2012, com 12,5 milhões de espectadores naquele país. 
 
Para esta Copa do Mundo serão 73 mil horas de transmissão de TV para mais de 200 países, o equivalente a um aparelho de TV ligado por oito anos. Até o momento, são 19 mil profissionais de imprensa credenciados, o que configura uma ótima oportunidade de apresentar não só os atrativos das cidades-sede, como também de diversas outras cidades brasileiras.

*Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20140612_2.html

Foz do Iguaçu superou as expectativas no preparo à Copa

Declaração é do presidente da Federação Sul-Coreana sobre o CT Pedro Basso

Na tarde chuvosa desta sexta-feira (13), várias autoridades coreanas, iguaçuenses e jornalistas de ambos os países, estiveram no Centro de Treinamento Pedro Basso, para realizar a inauguração oficial do Media Center, espaço reservado exclusivamente para os veículos de comunicação que estão em Foz do Iguaçu para acompanhar os passos da Coreia aqui na fronteira.

Foto: Rafael Guimarães/Clickfoz
Inauguração do Media Center aconteceu no meio da tarde desta sexta-feira, 13

Na inauguração do primeiro centro de mídia da seleção fora da Coreia, autoridades dos dois países cortaram uma fita simbólica para eternizar o momento. A estrutura do local está impecável. Na entrada, um painel com milhares de recados no formato da bandeira do país, desejam sorte a equipe oriental. Dentro do MC, vários computadores, internet e um espaço para realizar coletivas de imprensa, comprovam porque o CT iguaçuense está recebendo tantos elogios da organização da FIFA.

O presidente da Federação Sul-Coreana de futebol, Chung Mong Gyu, elogiou as novas instalações. “Está tudo incrível, superaram as expectativas. Iremos aproveitar o espaço para fazer o melhor que pudermos durante o Mundial. Acredito que a nossa seleção surpreenderá”, disse o presidente.
 

Foto: Rafael Guimarães/Clickfoz
Autoridades iguaçuenseds e coreanas escreveram bilhetes de incentivo aos jogadores

 

Muito dessa conquista para Foz do Iguaçu se deve ao presidente do Fundo de Desenvolvimento de Foz do Iguaçu e superintendente de comunicação da Itaipu, Gilmar Piolla. O presidente do Estádio Pedro Basso, Sérgio Beltrame, afirmou que o resultado das obras surpreendeu até mesmo que as acompanhava de perto. “Quando o técnico Hong Myung-Bo esteve aqui em janeiro, ficou desanimado com que viu, foi embora com dúvidas. Mas, agora, está impressionado e não esperava que as instalações tivessem ficado em tão boas condições”, disse Beltrame.

Além de todos os veículos de comunicação de Foz do Iguaçu que estão cobrindo a estadia da equipe sul-coreana na cidade, cerca de 100 jornalistas estrangeiros também estão na terra das Cataratas para acompanhar os coreanos. 
 

Foto: Rafael Guimarães/Clickfoz
Esta é a sala de imprensa montada no CT; Cerca de 100 profissionais coreanos estão em Foz para acompanhar a equipe durante a Copa do Mundo

 

O repórter Ki Seong Son da emissora KBS é um deles. “É a primeira vez que estou no Brasil e me sinto muito feliz e honrado por estar aqui. A estrutura do CT realmente é ótima, tem facilitado muito o nosso trabalho”, finaliza Son.

Treinamentos – Nesta sexta-feira, os coreanos fizeram mais um treino na fronteira, que foi aberto à imprensa por apenas 15 minutos. No sábado, a seleção faz seu último treinamento em Foz, e no domingo, viaja para Cuiabá, onde enfrenta a Rússia na estreia do Mundial. Após a partida, a delegação retorna a Foz do Iguaçu, para continuar os trabalhos aqui na terra das Cataratas.

*Fonte: http://www.clickfozdoiguacu.com.br/foz-iguacu-noticias/foz-do-iguacu-superou-as-expectativas-no-preparo-a-copa

Paraná tem quatro atrativos turísticos indicados pelo canal CNN como os mais bonitos do Brasil

Quatro atrativos turísticos do Estado do Paraná foram indicados pela rede de televisão norte-americana CNN, em sua cobertura para a Copa do Mundo, como os mais bonitos do Brasil. Na lista completa, que conta com vinte atrativos brasileiros, estão três pontos turísticos da capital paranaense: Parque Tanguá, Jardim Botânico e Museu Oscar Niemeyer; e as Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu.

De acordo com a presidente da Paraná Turismo, Juliana Vosnika, o Paraná conta com inúmeros atrativos turísticos, além de se posicionar como destino ideal para vários tipos de segmento: gastronômico, cultural, em áreas naturais, religioso, cultural. “Acredito que esta foi a primeira avaliação, pois contamos com vários atrativos turísticos como o Parque Estadual de Vila Velha, o Canion Guartelá, a Ilha do Mel e dentre outros”, afirmou.

JARDIM BOTÂNICO – Cartão Postal de Curitiba, possui jardins geométricos e uma estufa de abóbadas, que abriga plantas características da Floresta Atlântica do Brasil. Sua arquitetura, em estrutura metálica e estilo Art Nouveau, foi inspirada em um palácio de cristal que existiu em Londres, no século XIX. Abriga o Museu Botânico.

PARQUE TANGUÁ – Inaugurado em 1996 em um antigo complexo de pedreiras desativadas. Possui dois lagos, um túnel artificial que pode ser visitado de barco ou a pé, mirante, ciclovia, pista de cooper e lanchonete.

MUSEU OSCAR NIEMEYER – O Museu Oscar Niemeyer (MON) completou em novembro de 2013 onze anos de atividades. O projeto é de autoria do reconhecido arquiteto brasileiro que leva seu nome. O museu já realizou ao longo deste período mais de 270 mostras nacionais, internacionais e itinerantes. Com um total de 12 salas expositivas, a cada ano são realizadas mais de 20 mostras, que juntas recebem um público superior a 300 mil visitantes. No fim de dezembro de 2013, o MON chegou à marca de dois milhões de pessoas que visitaram a instituição desde o início da contagem, em 2003.

CATARATAS DO IGUAÇU – Eleita uma das “Novas Sete Maravilhas da Natureza”, conforme resultado divulgado pelo concurso da Fundação New Seven Wonders, as Cataratas do Iguaçu são formadas pelas quedas do Rio Iguaçu. A largura total das cataratas no território brasileiro é de aproximadamente 800m e no lado argentino de 1.900 metros. A altura das quedas varia de 40 a 80 metros. Dependendo da vazão do rio, o número de saltos varia, atingindo um número superior a 100 nos períodos de média vazão. A vazão média do rio fica em torno de 1.500 m3 por segundo, variando de 500 m3/s nas ocasiões de seca a 8.500 m3/s nas cheias.

Os principais saltos são 19, cinco deles do lado brasileiro (Floriano, Deodoro, Benjamin Constant, Santa Maria e União) e os demais no lado argentino.

Confira a lista completa:

Paraná

– Museu Oscar Niemeyer: Curitiba

– Parque Tanguá: Curitiba

– Jardim Botânico: Curitiba

– Cataratas do Iguaçu: Foz do Iguaçu

Outras cidades

– Monte Roraima: montanha localizada na tríplice fronteira, entre Venezuela, Brasil e Guiana

– Canoa Quebrada: praia no Ceará

– Cidade de Fortaleza

– Pelourinho: em Salvador, na Bahia

– Jalapão Parque Natural: Tocantins

– Floresta Amazônica

– Dunas de Genipabu: praia no Rio Grande do Norte

– Museu Imperial do Brasil: em Petropólis, no Rio de Janeiro

– Gruta do Lago Azul: Bonito, Mato Grosso do Sul

– Fernando de Noronha: Pernambuco

– São Miguel das Missões: cidade do Rio Grande do Sul

– Bento Gonçalves: cidade do Rio Grande do Sul

– Elevador Lacerda: Salvador, Bahia

– Catedral de Brasília

– Chapada da Diamantina: Bahia

– Porto de Galinhas: Pernambuco

*Fonte: http://www.turismo.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=359&tit=Parana-tem-quatro-atrativos-turisticos-indicados-pelo-canal-CNN-como-os-mais-bonitos-do-Brasil

Turistas farão 208 milhões de viagens internas em 2014

O incremento foi de mais de seis milhões em comparação ao ano anterior. Em ano de Copa do Mundo, transporte rodoviário ainda corresponde à maioria (71%) dos deslocamentos

A realização da Copa do Mundo no Brasil vai gerar um fluxo extra de, pelo menos, três milhões de viagens domésticas durante o evento. Com este incremento, o país deve fechar o ano com cerca de 208 milhões de viagens internas, segundo estimativa do Ministério do Turismo. 

“Cada um dos viajantes poderá realizar mais de uma viagem no período de realização da Copa do Mundo”, explica o diretor de Estudos e Pesquisas do Ministério do Turismo, José Francisco Lopes.

De 2005 até 2013, o número de viagens realizadas pelos brasileiros no país aumentou 45,4%: subiu de 138,7 milhões, em 2005, para 201,7 milhões no ano passado, considerando-se a utilização de todos os meios de transporte. 

Embora a demanda por transporte aéreo venha crescendo nos últimos anos, o rodoviário ainda é o meio mais utilizado nas viagens internas.

Em 2012, cerca de 71% das pessoas que viajaram pelo país usaram o carro ou ônibus de linha como meio de transporte, segundo pesquisa de demanda doméstica realizada pelo MTur, em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). O avião ficou com 17% da demanda.

Além dos brasileiros que farão viagens internas durante a Copa, os destinos turísticos nacionais vão receber também visitantes estrangeiros. No total, serão 600 mil a desembarcar no Brasil durante o megaevento.

*Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20140609.html

Copa: hotéis flutuantes são opção de hospedagem

Navios de grande porte e até mesmo iates de luxo vão servir de acomodações para turistas brasileiros e estrangeiros durante o Mundial

Os navios de cruzeiro servirão como apoio de hospedagem durante os jogos da Copa do Mundo. Cidades-sede como Manaus, Natal, Fortaleza, Recife e Rio de Janeiro já estão preparadas para receber embarcações de grande porte, que ficarão atracadas em portos e marinas – e servirão de acomodações aos visitantes, principalmente estrangeiros.

O Ministério do Turismo criou um plano alternativo de hospedagens para atender à demanda de turistas em algumas cidades-sedes da Copa. A estimativa geral é de que cerca de 600 mil estrangeiros e outros 3,1 milhões de brasileiros circulem pelo país durante a competição. Albergues, aluguéis de temporadas, campings, cama e café oferecem novos leitos além dos tradicionais, como hotéis e pousadas.

Manaus, por exemplo, deve receber cerca de 28,5 mil estrangeiros e outros 147,7 mil brasileiros nos dias de jogos. A capacidade hoteleira tradicional da cidade era de 20,6 mil acomodações e com as hospedagens alternativas outros 4,3 mil leitos foram disponibilizados. O mesmo aconteceu com as demais cidades-sede como Natal, Recife e Cuiabá. 

Um dos navios que servirá de hotel flutuante é o MSC Divina que estará pela primeira vez no Brasil. Além de passar pelo porto de Santos, a embarcação ficará atracada em portos de Recife, Natal e Fortaleza, entre 10 a 23 de junho. Com capacidade para 3.500 pessoas o navio de luxo foi fretado por torcedores mexicanos e servirá de hospedagem aos visitantes daquele país durante os jogos que a equipe fará no Nordeste. No mesmo grupo que o Brasil, a seleção do México jogará dia 13, em Natal contra Camarões; em Fortaleza, dia 17 contra o Brasil; e dia 23 em Recife contra a Croácia.

Segundo o diretor do Departamento de Estudos e Pesquisas, José Francisco Lopes, “cidades que recebem grandes eventos e tem ligações com rios navegáveis e com o mar, como Mônaco, na F-1, costumam receber navios e iates que servem de meios de hospedagens para seus visitantes”, afirmou. O Ministério do Turismo já liberou R$ 27,4 milhões para investimentos em turismo náutico.

Outro navio que estará disponível para hospedagens e passeios é o Grand Amazon, que desde 2005 faz cruzeiro fluvial em meio aos rios Negro, Solimões e Amazonas. A embarcação tem capacidade para 150 passageiros-hóspedes em 75 cabines, e entre os dias 16 a 22 de junho ficará atracado no Porto de Manaus como hotel flutuante.

Já o porto de Santos deverá receber um navio de grande porte fora da temporada de cruzeiros, o Monarch, da empresa Pullmantur, que servirá de hospedagem para os torcedores da Costa Rica. A cidade de Santos foi escolhida pela seleção costarriquenha como sede de treinamento. A embarcação ficará no porto santista entre 22 e 25 de junho e tem capacidade para 2.800 passageiros.

Ainda, no Rio de Janeiro, houve uma grande procura por reservas nos piers da Marina da Glória. Segundo informações da administração da marina, cerca de 25 iates com mais de 100 pés vindos da Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos, além do Brasil, deverão ficar atracados no píer e servir de hospedagem para turistas brasileiros e estrangeiros, muito mais que toda a ocupação do ano passado da marina que recebeu cerca de 13 embarcações. Boa parte dos barcos deve chegar ao Rio apenas com a tripulação e ficarão no píer aguardando seus hóspedes que chegarão de avião.

Segundo dados do Anuário Estatístico do Ministério do Turismo, no ano de 2012, o Brasil recebeu cerca de 90,3 mil turistas estrangeiros que chegaram ao país por via marítima, sendo a maior parte deles, 51,8 mil eram de países da América do Sul e outros 29,1 mil oriundos da Europa.

*Fonte: http://www.turismo.gov.br/turismo/noticias/todas_noticias/20140609_1.html